Por volta de 1800, as camisas pertenciam exclusivamente ao armário masculino. Os homens que desfilavam com suas peças sempre brancas e impecáveis eram facilmente reconhecidos como parte da nobreza. Na década de 1930 a icônica estilista Coco Chanel adaptou a peça para o corpo feminino. A partir daí, as camisas sociais tornaram-se essenciais, principalmente com a inserção das mulheres no mercado de trabalho.  Hoje em dia a camisa já é uma peça-chave para qualquer closet feminino e vai além das versões básicas: opções estampadas, com texturas e transparências compõem looks poderosos dentro e fora do escritório.

 

A clássica camisa branca

A camisa branca sempre foi um clássico certeiro. Por ser um modelo mais básico, as variações de combinações são infinitas. Calças de alfaiataria, saias lápis, calça jeans, mini saias e shorts são totalmente compatíveis.

 

Transparência

As camisas ganham sofisticação com um toque de transparência. A peça pede uma regata básica por baixo quando o ambiente de trabalho for mais formal, por exemplo. Um ótimo truque de styling para inovar no visual é abotoar a camisa até o final.

 

 

Camisas de materiais diferentes

Se você é fã de camisas e não tem medo de ousar, experimente versões da peça em texturas diferentes. Experimente opções em linho, jeans ou couro, por exemplo. O que vale é variar!

 

Camisas estampadas

Camisas estampadas são perfeitas para deixar o look mais despojado. Uma boa dica é harmonizar a cor do restante do look com as nuances da estampa. O resultado é sucesso absoluto!